Conecte-se conosco

Cultura

GRÊMIO FAZ 3 A 0 NO NÁUTICO E CONFIRMA RETORNO À SÉRIE A DO FUTEBOL BRASILEIRO

Publicado em

em

beu dentro da grande área e finalizou na rede pelo lado de fora. Após a conclusão da jogada, o bandeira assinalou a posição irregular do atleta pernambucano.

Aos 23 minutos, o Grêmio chegou pela primeira vez com maior perigo. Após cruzamento do lateral Leonardo Gomes no segundo pau, o centroavante Diego Souza conseguiu acertar um cabeceio que surpreendeu o goleiro Bruno Lopes, que salvou para escanteio. Contudo, o árbitro auxiliar marcou uma irregularidade no lance.

Na sequência, aos 26 minutos, o Grêmio abriu o placar nos Aflitos. Em lançamento para o interior da grande área do Timbu, o centroavante Diego Souza fez o pivô e escorou de cabeça para Leonardo Gomes chegar finalizando de primeira. O goleiro Bruno Lopes salvou, mas a bola se ofereceu para Bitello, que chegou chutando para marcar o gol gremista nos Aflitos! Um a zero para o Grêmio e um passo para a Série A de 2023!

Aos 34 minutos, o meia Thaciano sentiu a parte posterior da coxa direita em disputa de bola com o jogador do Náutico e não conseguiu continuar em campo. Em seu lugar, o técnico Renato Portaluppi optou pelo colombiano Campaz, que retorna de lesão. Em sua primeira participação, o meia foi derrubado pelo zagueiro João Paulo dentro da área, mas o juiz não assinalou o pênalti para o Tricolor.

Após lançamento para o interior da área do Timbu, o meia Lucas Leiva escorou para Diego Souza, que devolveu por elevação para Leiva, que finalizou de perna esquerda por sobre a meta do goleiro do Náutico. Mais uma boa chance do Grêmio!

Aos 45 minutos, o Grêmio teve a chance de ampliar o placar. Em cruzamento de Leonardo, o meia Bitello escorou para dentro da pequena área, mas ninguém chegou para finalizar o passe.

O árbitro Jefferson de Moraes encerrou o primeiro tempo aos 48 minutos de jogo.

Segundo tempo

Com a vitória parcial, o Grêmio iniciou o segundo tempo estudando o time pernambucano e não pressionou muito a saída de bola do adversário. Do outro lado, o Náutico também não conseguiu oferecer muitos problemas à zaga gremista.

Logo no início da etapa final, apareceu o primeiro cartão amarelo da partida. O atacante Geuvânio acertou o tornozelo do zagueiro Kannemann rente à linha lateral. A entrada ríspida do atleta do Náutico fez com que o árbitro da partida fosse ao VAR para analisar a possibilidade de alteração do cartão, o que acabou acontecendo após a consulta. Cartão vermelho para Geuvânio, do Náutico.

Aos 11 minutos, o Grêmio chegou com perigo com o atacante Guilherme, mas o árbitro assistente Cristhian Sorence acabou marcando impedimento do atacante gremista. Na sequência, quase que o mesmo Guilherme surpreende o goleiro Bruno Lopes em cruzamento para a área, mas a bola acabou saindo. O atacante ainda teve mais uma chance aos 13’ em finalização rasteira de perna esquerda, que foi interceptada pelo goleiro do Timbu.

A tranquilidade azul, preta e branca veio com uma figurinha carimbada na Batalha dos Aflitos, há 17 anos. Depois de belo passe de Bitello por entre os zagueiros pernambucanos, o volante Lucas Leiva finalizou forte, na saída do goleiro Bruno Lopes, para anotar o segundo gol do Tricolor. Dentro de campo, o árbitro auxiliar marcou impedimento do camisa 15 gremista, mas o árbitro confirmou o gol após consulta no VAR. Dois a zero Grêmio!

Na sequência, foi a vez de Bitello marcar mais um gol na partida. E foi muito parecido com aquele que movimentou o marcador pela primeira vez nos Aflitos. Sozinho pela esquerda, o atacante Guilherme driblou seu marcador e finalizou cruzado de perna direita. O goleiro pernambucano espalmou pra frente, onde estava chegando o meia Bitello, que só teve o trabalho de aparar a bola para o fundo das redes. Grêmio 3 a 0 e vaga para a Série A de 2023 garantida!

O técnico Renato Portaluppi ainda promoveu as entradas de Elkeson, Thiago Santos e Lucas Silva nos lugares de Lucas Leiva, Kannemann e Bitello, respectivamente.

Aos 32, o Náutico tentou diminuir a diferença no placar após cabeceio do zagueiro João Paulo. A bola quicou no gramado e o goleiro Brenno teve que tocar com a ponta dos dedos para evitar o gol do Timbu. Dez minutos depois, o Grêmio chegou com perigo com finalização de longa distância do volante Lucas Silva, que obrigou o goleiro Bruno Lopes a fazer uma grande defesa.

Aos 45 minutos, o árbitro da partida encerrou o papo e, dessa forma, consolidando o retorno do Grêmio à Série A de 2023!

-InFocoRS

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cultura

THAMMY SE IRRITA E ABANDONA ENTREVISTA COM RATINHO NO SBT

Publicado em

em

Por

O vereador de São Paulo Thammy Miranda (PL) abandonou os bastidores do estúdio do Programa do Ratinho, no SBT, por se irritar com uma piada feita pelo apresentador que ele considerou ser transfóbica.

O fato aconteceu na última segunda-feira (26) e foi noticiado pela imprensa nesta quinta (29), com detalhes sobre o quê foi dito por Ratinho.

– Eu não sei se é ele ou ela. É ele, né? É ele! É o Thammy! Agora ela tem barba, né? – disse o apresentador ao anunciar o entrevistado.

Thammy, que passou pela transição de gênero de mulher para homem trans em 2014, não gostou da fala de Ratinho e não entrou no programa para gravar.

Em entrevista à Folha de S.Paulo, o vereador confirmou que resolveu não participar da atração depois do comentário.

PLENO.NEWS

Continue lendo

Cultura

STF PODE FORMAR HOJE MAIORIA CONTRA MARCO TEMPORAL

Publicado em

em

O Supremo Tribunal Federal (STF) pode formar hoje (21) maioria de votos contra a tese do marco temporal para demarcação de terras indígenas. Com placar de 5 votos a 2, a sessão será retomada às 14h, quando a Corte entrará na 11ª sessão para analisar a questão.

No julgamento, os ministros discutem o chamado marco temporal. Pela tese, defendida por proprietários de terras, os indígenas somente teriam direito às áreas que estavam em sua posse no dia 5 de outubro de 1988, data da promulgação da Constituição Federal, ou que estavam em disputa judicial na época. Os indígenas são contra o entendimento.

Até o momento, os ministros Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Edson Fachin, Cristiano Zanin e Dias Toffoli se manifestaram contra o marco temporal e entendem que a limitação é inconstitucional. Nunes Marques e André Mendonça se manifestaram a favor.

Faltam os votos dos ministros Luiz Fux, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes e da presidente, Rosa Weber.

Alcance

Apesar da posição que deve ser consolidade contra a tese, os ministros ainda vão decidir sobre o alcance da decisão.

Entre os votos proferidos, está a possibilidade de indenização de particulares que adquiriram terras de “boa-fé”. Pelo entendimento, a indenização por benfeitorias e pela terra nua valeria para proprietários que receberam do governo títulos de terras que deveriam ser consideradas como áreas indígenas.

Em outro ponto, o ministro Dias Toffoli abriu a possibilidade de exploração mineral e de lavouras dentro das terras indígenas, mediante aprovação de uma lei pelo Congresso e a autorização dos indígenas.

Os dois pontos são questionados pelas entidades que atuam em defesa dos indígenas. Para a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), a possibilidade de indenização pode inviabilizar as demarcações. A entidade também argumenta que a exploração econômica flexibiliza o usufruto exclusivo das terras pelos indígenas.

Para acompanhar o julgamento no STF, indígenas estão mobilizados em Brasília. Eles também se manifestam contra a tentativa do Senado de legalizar o marco temporal.

-agência brasil

Continue lendo

Cultura

FELIZ DIA DOS AMIGOS A TODOS OS OUVINTES DA NOSSA QUERIDA RÁDIO E TV WEB SHOW DE BOLA

Publicado em

em

Continue lendo