Conecte-se conosco

Cultura

STF PODE FORMAR HOJE MAIORIA CONTRA MARCO TEMPORAL

Publicado em

em

O Supremo Tribunal Federal (STF) pode formar hoje (21) maioria de votos contra a tese do marco temporal para demarcação de terras indígenas. Com placar de 5 votos a 2, a sessão será retomada às 14h, quando a Corte entrará na 11ª sessão para analisar a questão.

No julgamento, os ministros discutem o chamado marco temporal. Pela tese, defendida por proprietários de terras, os indígenas somente teriam direito às áreas que estavam em sua posse no dia 5 de outubro de 1988, data da promulgação da Constituição Federal, ou que estavam em disputa judicial na época. Os indígenas são contra o entendimento.

Até o momento, os ministros Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Edson Fachin, Cristiano Zanin e Dias Toffoli se manifestaram contra o marco temporal e entendem que a limitação é inconstitucional. Nunes Marques e André Mendonça se manifestaram a favor.

Faltam os votos dos ministros Luiz Fux, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes e da presidente, Rosa Weber.

Alcance

Apesar da posição que deve ser consolidade contra a tese, os ministros ainda vão decidir sobre o alcance da decisão.

Entre os votos proferidos, está a possibilidade de indenização de particulares que adquiriram terras de “boa-fé”. Pelo entendimento, a indenização por benfeitorias e pela terra nua valeria para proprietários que receberam do governo títulos de terras que deveriam ser consideradas como áreas indígenas.

Em outro ponto, o ministro Dias Toffoli abriu a possibilidade de exploração mineral e de lavouras dentro das terras indígenas, mediante aprovação de uma lei pelo Congresso e a autorização dos indígenas.

Os dois pontos são questionados pelas entidades que atuam em defesa dos indígenas. Para a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), a possibilidade de indenização pode inviabilizar as demarcações. A entidade também argumenta que a exploração econômica flexibiliza o usufruto exclusivo das terras pelos indígenas.

Para acompanhar o julgamento no STF, indígenas estão mobilizados em Brasília. Eles também se manifestam contra a tentativa do Senado de legalizar o marco temporal.

-agência brasil

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cultura

HOMEM TATUADO DE CAVEIRA SE CONVERTE E TENTA REMOÇÃO A LASER

Publicado em

em

Por

Um homem com o rosto tatuado de caveira está arrependido após se converter ao evangelho e se batizar nas águas. Leandro de Souza, da cidade de Bagé, no Rio Grande do Sul, usa as redes sociais para compartilhar seu testemunho e conseguir ajuda para efetuar a remoção da tatuagem.

O vídeo que mostra sua primeira remoção a laser viralizou com mais de 700 mil vizualizações. Nele, além de imagens impressionantes do processo, Leandro conta um pouco seu testemunho de vida, que inclui um passado com drogas e até crime de estelionato.

Foi devido ao estelionato, inclusive, que Leandro perdeu a curatela de sua mãe em 2019, que foi encaminhada para um asilo. Agora, para poder recuperar sua genitora, ele precisa de um emprego fixo.

– O motivo principal da remoção é o arrependimento e conseguir uma vaga de emprego para poder ter o mínimo de dignidade possível, poder pagar água, luz, IPTU e a pensão do meu filho, o que irá se tornar mais fácil sem as tatuagens – contou.

A gravação foi publicada em abril. Na última semana, Leandro compartilhou que conseguiu o tratamento completo, oferecido por um profissional de São Paulo.

– O Espírito Santo de Deus tocou no coração do Doutor Giancarlo em São Paulo e ele me abençoou com todo o tratamento de graça, levando o evangelho na internet, foi assim que Deus permitiu tudo. Deus abençoe, quem tocar no coração de me ajudar nessa segunda sessão, fica aqui o meu eterno e sincero, muito obrigado – disse.

Agora, o objetivo é arrecadar dinheiro para custear as idas a São Paulo para as sessões.

Leandro dá um conselho para quem gosta de tatuagem. Ele diz que é preciso pensar bem antes de fazer, porque depois poderá ter um custo, não só da remoção, mas da sociedade.

– A sociedade é cruel contigo – declarou.

PLENO.NEWS

Continue lendo

Cultura

PAPA DIZ QUE ´´FOFOCAR É COISA DE MULHER´´

Publicado em

em

Por

Na última quinta-feira (30), durante uma reunião a portas fechadas com jovens padres romanos, o Papa Francisco fez um comentário controverso, afirmando que “fofocar é coisa de mulher”. O encontro ocorreu em Roma e foi divulgado pelo site italiano “Silere non Possum”.

Segundo a publicação, o Papa Francisco teria pedido ao grupo para evitar falar mal dos outros, justificando que “temos calças, por isso temos de dizer coisas”. A declaração foi feita enquanto ele discutia o comportamento esperado dos sacerdotes.

Durante a mesma reunião, o Papa também comentou sobre “problemas de corrupção” na Igreja Católica, após ser questionado por um jovem sacerdote sobre a situação da diocese de Roma.

Essa nova controvérsia ocorre pouco tempo depois de Francisco ter usado o termo “frociaggine” — traduzido como “viadagem” ou “bichice” — ao falar sobre a situação nos seminários, em uma reunião com mais de 200 bispos italianos. Na última terça (28), o Vaticano divulgou que o Papa pediu desculpas e afirmou não ter a intenção de ofender ninguém com o uso do termo depreciativo contra homossexuais.

PLENO.NEWS

Continue lendo

Cultura

CÍNTIA CHAGAS, CRITICA EXPOSIÇÃO SOBRE ANITTA EM MUSEU DE SP

Publicado em

em

Por

A empresária e especialista em comunicação Cíntia Chagas comentou, em suas redes sociais, a realização de uma exposição sobre a cantora Anitta no Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo. Na noite desta quarta-feira (29), Cíntia compartilhou uma notícia sobre a mostra e escreveu: “Camões, perdoa-lhes, porque eles não sabem o que fazem. Vamos devolver o idioma aos portugueses? O que acham?”.

Nos comentários, diversas pessoas questionaram a realização da exposição sobre Anitta.

– Não sei o que é mais esdrúxulo: o tema ser em outra língua, a Anitta ser homenageada ou eu, nessa altura do campeonato, ainda me assustar com as bizarrices dessa geração – escreveu um internauta.

– É, sem dúvida, a última Flor do Lácio morreu! Pobre língua portuguesa! – completou uma outra.

SOBRE A EXPOSIÇÃO
A cantora Anitta virou tema de uma exposição que começou na última terça-feira (28) e segue até o próximo domingo (2), no Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo. Intitulada Do You Speak Anitta? (Você Fala Anitta?, na tradução literal), a exposição exibirá informações sobre o universo musical e questões linguísticas relacionadas à cantora.

Os visitantes encontrarão, no local, informações sobre canções de Anitta, principalmente as presentes no último álbum da artista, Funk Generation, que possui músicas em ritmo de funk, cantadas em português, inglês e espanhol.

A exposição ainda contará com os bastidores da produção e apresentará expressões usadas nas canções da artista, como “Grip”, “Joga Pra Lua” e “Olha bem pra mim, más perra que Rin Tin Tin”. Além disso, o museu contará com um espaço mostrando o que diz ser a importância do funk na formação da língua portuguesa.

MUSEU JÁ UTILIZOU LINGUAGEM NEUTRA
O Museu da Língua Portuguesa é a mesma instituição que, em 2021, surpreendeu internautas ao adotar a chamada “linguagem neutra” em uma publicação nas redes sociais. A instituição, que representa a história do idioma nacional, escreveu “todes” ao fazer um convite ao público para o retorno das atividades, que estavam paralisadas após um incêndio em 2015.

– Nesta nova fase do MLP [Museu da Língua Portuguesa], a vírgula – uma pausa ligeira, respiro – representa o recomeço de um espaço aberto à reflexão, inclusão e um chamamento para todas, todos e todes os falantes, ou não, do nosso idioma: venham, voltamos! – dizia a publicação.

*Com informações AE

PLENO.NEWS

Continue lendo