Conecte-se conosco

Geral

CASOS DE COVID AUMENTAM 85% NO ESTADO DE SÃO PAULO APÓS CARNAVAL

Publicado em

em

Os casos de covid-19 dispararam no estado de São Paulo após a semana de Carnaval, indicam dados oficiais do governo coletados pela Info Tracker —plataforma da USP e Unesp que monitora a covid.

O que aconteceu
Os casos de covid no estado aumentaram ao menos 85% após o Carnaval. Os dados da oitava semana epidemiológica do ano, de 18 a 21 de fevereiro, indicam que 7.920 pessoas foram contaminadas nos dias anteriores, incluindo os dias de Carnaval, que aconteceu de 9 a 13 deste mês. Na semana de 11 a 17 de fevereiro, o governo de SP divulgou 4.291 contágios.

Esse número deve crescer, já que a oitava semana epidemiológica do ano —iniciada no dia 18— só acaba no dia 24. A divulgação dos dados, no entanto, será apenas na quarta-feira (28). “Na próxima atualização, esse percentual vai esticar”, diz Wallace Casaca, um dos coordenadores da Info Tracker.

Em um mês, o aumento de casos foi de 224%, segundo o governo de SP. Entre 21 e 27 de janeiro (quarta semana epidemiológica), o estado havia contabilizado 2.443 infectados pelo vírus da covid.

Na cidade de São Paulo, os casos aumentaram 438% desde o começo do ano. Os dados municipais, atualizados apenas até a sexta semana epidemiológica (de 31 de janeiro a 7 de fevereiro), informam 613 novos diagnósticos.

Já a média nacional de casos aumentou 37% no Brasil no pré-Carnaval. A alta, no entanto, se refere à sétima semana epidemiológica do ano, de 11 a 17 de fevereiro, quando 45.180 pessoas foram infectadas, contra 33.020 na semana epidemiológica anterior. “O aumento reflete as aglomerações do pré-Carnaval”, diz Wallace Casaca, um dos coordenadores da Info Tracker.

Esses números devem subir após o governo federal incluir as infecções registradas durante o Carnaval. “Como parte dos dados municipais e estaduais ainda estão sendo recebidos e contabilizados pelo governo, é esperado uma elevação nos casos na próxima atualização”, diz Casaca. Comparada à primeira semana de janeiro (19.950), a alta foi de 127%.

Entre 21 de dezembro e 10 de fevereiro, 1.325 pessoas morreram no Brasil vítimas da covid. O dado é do Ministério da Saúde.

´´A vacinação vem reduzindo os óbitos em decorrência da covid. Soma-se o fato de que parte da população adquiriu imunidade natural, e as cepas em circulação, todas da família ômicron, são menos letais que suas predecessoras´´.

Os números, que podem mudar em caso de atualização, se referem apenas ao que chegou aos órgãos oficiais.

Exames positivos aumentam no país
As infecções na região Norte estão caindo, enquanto sobem no Centro-Sul, diz boletim da Fiocruz. Embora não divulgue o total de infecções, a fundação afirma que a “tendência de longo prazo” é o que os casos aumentem na região.

Os exames de diagnósticos confirmam a tendência de alta para o Centro-sul. Paraná (46%), Minas Gerais (43%), Rio de Janeiro (38%), Distrito Federal (38%), São Paulo (35%) e Goiás (34%) têm os maiores percentuais de exames positivos para covid. Os dados são do Instituto Todos pela Saúde, que compilou os resultados dos laboratórios Dasa, DB Molecular, Fleury, Hospital Israelita Albert Einstein, Hilab, HLAGyn e Sabin.

Pela primeira vez desde dezembro, o Brasil registrou um percentual de testes positivos acima de 35%. Foram 36% entre 4 a 10 de fevereiro, ante 20% na primeira semana do ano. “O período analisado ainda não inclui o Carnaval, o que pode refletir em um aumento ainda maior de positividade, diz instituto.

O atendimento de pacientes com covid aumentou 31% nos 69 hospitais da Rede D’Or em 13 estados e DF. O levantamento, de 11 a 17 de fevereiro, comparou com a semana anterior, de 4 a 10. “Os casos subiram de 119 para 156”, diz a rede em nota. “São Paulo acumula quase metade do total, com 48,7% dos diagnósticos.”

No Einstein de São Paulo, o aumento foi de 44%. A comparação é entre a semana de 28 de janeiro e 3 de fevereiro e a semana de 4 a 10 de fevereiro. “Foram de 378 positivos para 545”, diz em nota.

Crianças e idosos sofrem mais
Em 2024, a covid responde por 43% dos brasileiros de 0 a 2 anos com alguma doença respiratória —como Influenza A, Influenza B e vírus sincicial respiratório—. O dado é da Fiocruz, e esse índice chega a 91% entre maiores de 65 anos.

“A preocupação com a covid persiste, especialmente diante do aumento dos registros após as aglomerações recentes”, declara Marco Cesar, diretor clínico da Salus Imunizações. “Essas aglomerações são propícias para a transmissão do vírus, especialmente entre não vacinados ou com imunidade comprometida.”

As recomendações permanecem as mesmas. “Vacinação com todas as doses, evitar contato com pessoas sintomáticas, uso do álcool gel e máscaras em aglomerações”, diz o infectologista da Fundação de Medicina Tropical de Manaus, Noado Lucena. “Se sintomático (dor na garganta, coriza, tosse), é preciso fazer teste e se isolar.”

UOL

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

PREVENÇÃO DO AVC PASSA PELA ALIMENTAÇÃO, ORIENTAM ESPECIALISTAS

Publicado em

em

Por

AVC (Acidente Vascular Cerebral) mata mais de 5 milhões de pessoas por ano em todo o mundo. No Brasil, foram 110 mil mortes registradas pela condição somente em 2023. Um dos principais fatores de risco é a hipertensão, que pode ser controlada com a adoção de hábitos de vida mais saudáveis, como uma alimentação equilibrada e redução do sedentarismo.

Esse é o tema do novo episódio do “CNN Sinais Vitais – Dr. Kalil Entrevista“, que vai ao ar no sábado (20), na CNN Brasil. Para falar sobre os sintomas, o tratamento e, principalmente, a prevenção, dr. Roberto Kalil recebe Sheila Martins, presidente da World Stroke Organization, e Rogério Tuma, neurologista do Hospital Sírio-Libanês.

Existem dois tipos de AVC: o isquêmico e o hemorrágico. O primeiro, mais comum, acontece quando há a obstrução de uma artéria responsável pela irrigação do cérebro. Já o AVC hemorrágico ocorre quando há o rompimento de um vaso sanguíneo. Apesar de ser menos comum, é mais grave e apresenta maior risco de sequelas.

Os especialistas convidados trazem orientações importantes para identificar os sintomas do AVC. “Tem uma sigla fácil de lembrar, chamada SAMU. Foi criada pelos alunos da Universidade Federal da Bahia, para que as pessoas lembrem dos principais sintomas. Então o ‘S’ de ‘sorria’, para ver se a boca fica torta. O ‘A’ de ‘abrace’ para a pessoa elevar os braços para ver se um braço está fraco. O ‘M’ de ‘mensagem’, ‘música’, então pedi para a pessoa falar alguma coisa e ver se está falando bem. E o ‘U’, de ‘urgente’, ligue SAMU 192”, explica Martins.

Também é importante identificar os fatores de risco para iniciar medidas preventivas contra o AVC. “Nas mulheres jovens, por exemplo, o que a gente tem que pensar sempre é o uso de hormônio. O uso da pílula para evitar a gravidez e que por si só aumenta o risco de eventos trombóticos, de se fazer coágulos”, afirma Tuma.

Prevenção também passa pelo combate ao sedentarismo

De acordo com os especialistas, a prevenção do AVC deve ser feita através do controle da alimentação, do colesterol e do combate ao sedentarismo. “Tudo o que funciona bem para o coração funciona para o cérebro”, diz Tuma.

“O acidente vascular cerebral é a doença que mais mata, é a doença que mais interna. Passou a incidência de infarto do miocárdio, porque o infarto já tem uma cultura de décadas de tratamento emergencial. Hoje é a doença neurológica que mais efeito econômico negativo tem. Porque 1/3 dos pacientes sai com sequelas importantes que demandam a vida de uma outra pessoa, alguém da família ou um cuidador. Então o impacto é mais de R$ 30 bilhões”, afirma o neurologista.

Portanto, os médicos alertam para a importância de procurar atendimento médico o mais rápido possível, para diminuir o risco de sequelas. Caso as sequelas ainda existam, é imprescindível fazer a reabilitação para que esses pacientes possam se readaptar à nova vida.

O “CNN Sinais Vitais – Dr. Kalil Entrevista” vai ao ar no sábado, 20 de abril, às 19h30, na CNN Brasil.

CNN BRASIL

Continue lendo

Geral

HOMEM É PRESO POR ESTUPRO E CÁRCERE PRIVADO NO RIO

Publicado em

em

Por

Nesta quinta-feira (18), um homem foi preso por por estupro, cárcere privado, ameaça e tortura. Ele foi detido em casa, no bairro Botafogo, Zona Sul do Rio de Janeiro. As informações são do G1.

O homem foi identificado como Lucas José Dib. Ele tem 35 anos de idade.

A prisão foi efetuada por agentes da 10ª DP (Botafogo).

A vítima de Lucas não teve o nome revelado. Ela tem 31 anos e é de São Paulo. A mulher estava no Rio a passeio e conheceu o homem em um aplicativo de namoro.

Em depoimento, a vítima disse que foi estuprada e agredida durante 18 horas no apartamento de Lucas. Ela afirmou ainda que “permaneceu pelada e torturada por Lucas” das 2h às 20h de 4 de abril, sem comer e obrigada a tomar drogas para não dormir.

As relações não consentidas foram sem camisinha. A mulher escapou porque, antes de ir ao apartamento de Lucas, avisou a amigos que iria ao encontro. Ela chegou a compartilhar a localização e um amigo foi até o endereço e a resgatou.

O Instituto Médico-Legal (IML) confirma o estupro e agressões “por ação contundente”.

PLENO.NEWS

Continue lendo

Geral

CONFIRA LISTA DE POLÍTICOS QUE IRÃO A ATO COM BOLSONARO NO RJ

Publicado em

em

Por

Representantes de vários estados e esferas do poder estarão no ato do próximo domingo (21) com o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) em Copacabana, Rio de Janeiro. Comparecerão deputados federais, senadores, governadores e vices.

Entre as figuras da Câmara confirmadas estão Amália Barros (PL-MT), Bia Kicis (PL-DF), Carlos Jordy (PL-RJ), Delegado Ramagem (PL-RJ), Eduardo Bolsonaro (PL-RJ), General Pazuello (PL-RJ), Nikolas Ferreira (PL-MG), Marco Feliciano (PL-SP) e muitos outros. Já em meio aos senadores, estão Flávio Bolsonaro (PL-RJ), Magno Malta (PL-ES), Carlos Portinho (PL-RJ), Jorge Seif (PL-SC) e mais.

Os governadores do Rio de Janeiro e de São Paulo, Cláudio Castro (PL) e Tarcísio de Freitas (Republicanos) também estarão presentes, além do pastor Silas Malafaia, que prometeu “botar para quebrar” em seu discurso.

Veja a lista completa:
– Deputados federais
Abílio Brunini
Altineu Côrtes
Amália Barros
André Fernandes
Bia Kicis
Cabo Gilberto Silva
Capitão Alberto Neto
Carlos Jordy
Caroline De Toni
Chris Tonietto
Coronel Chrisóstomo
Coronel Meira
Daniel Freitas
Delegado Paulo Bilynskyj
Delegado Ramagem
Dr. Allan Garcês
Dr. Frederico
Dr. Jaziel
Eduardo Bolsonaro
Evair de Melo
Fernando Máximo
General Pazuello
Helio Lopes
José Medeiros
Júlia Zanatta
Luciano Galego
Luiz Lima
Marco Feliciano
Mariana Carvalho
Mário Frias
Maurício do Vôlei
Messias Donato
Nicoletti
Nikolas Ferreira
Pastor Eurico
Pastor Gil
Roberta Roma
Roberto Monteiro Pai
Rodolfo Nogueira
Rodrigo Valadares
Sargento Fahur
Sargento Portugal
Silvia Waiãpi
Silvio Antônio
Soraya Santos
Sóstenes Cavalcante
Zucco

– Senadores
Carlos Portinho
Flávio Bolsonaro
Hiran
Izalci
Jorge Seif
Magno Malta
Marcos Rogério
Rogério Marinho
Wilder Moraes

– Governadores e vices
Cláudio Castro
Celina Leão
Jorginho Melo
Tarcísio

Pleno.News estará na manifestação de domingo (21), na Praia de Copacabana. Acompanhe toda a cobertura em nosso site e redes sociais.

PLENO.NEWS

Continue lendo